Foi aprovado nesta segunda-feira (4), pela Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux, o parecer pela cassação do prefeito afastado Berg Lima, preso durante operação controlada do Ministério Público da Paraíba, onde o gestor foi flagrado, supostamente, recebendo propina de um empresário do município.

De acordo com o procurador jurídico da Câmara, Aécio Faria, o prefeito afastado tem o prazo de cinco dias para fazer suas alegações finais e, logo em seguida, o parecer aprovado pela Comissão será votado em plenário pelos parlamentares de Bayeux.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: pbagora + REDAÇÃO