O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação da Água e em Serviços de Esgotos do Estado da Paraíba (SINDIÁGUA-PB), José Reno de Sousa, rebateu uma declaração do pré-candidato ao Governo do Estado, Lucélio Cartaxo (PV), que durante uma entrevista no último dia 11 de maio na cidade de Patos, foi questionado se, caso chegasse ao Palácio da Redenção, o que faria com a Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (CAGEPA). O pré-candidato afirmou que a empresa está em déficit de funcionalidade e terá uma atenção especial.

“Vou ter uma atenção especial, pois a empresa não está cumprindo O seu papel fundamental e hoje é deficitária”, afirmou o pré-candidato.

O pronunciamento causou revolta no SINDIAGUA, onde lembrou que a empresa não dá prejuízo e, que ela tem cumprido o seu papel. O presidente do sindicato ainda afirmou que Lucélio não tem conhecimento sobre a atual realidade da Cagepa. José Rene ainda destacou que houve um esforço do Governador do Estado, Ricardo Coutinho, em recuperar a empresa e ainda destacou que a CAGEPA hoje está totalmente recuperada.

“Nós repudiamos veementemente o pronunciamento do pré-candidato ao Governo do Estado, Lucélio Cartaxo, em entrevista sobre a CAGEPA. Ele precisa se lembrar que Ricardo Coutinho disponibilizava 6 milhões de reais por mês para a CAGEPA, no seu primeiro mandato, para a recuperação da empresa. Hoje a CAGEPA está recuperada, visto o superávit de 19 milhões em 2016 e o superávit de 65 milhões em 2017. Portanto não há como você afirmar que a empresa é deficitária. Água não é mercadoria”, lembrou José Reno.

Hoje a CAGEPA é a maior empresa estatal do Estado, apresentando superávit de 65,7 milhões de reais em 2017, conseguindo fazer investimentos com recursos próprios, a exemplo das adutoras de Emas, Piancó, Monte Horebe, Carrapateira e Mata Limpa. Além disso, só com a ampliação da rede de abastecimento d’água estão sendo investidos 26 milhões de reais em 185 municípios paraibanos. Da redação com informações do Blog do Jordan Bezerra

Veja a nota na íntegra:

No dia 11/05 do corrente ano, no programa Espinharas Notícia das Rádios Espinharas AM e FM, comandado pelos jornalistas Marcos Oliveira e Roberto Fortunato, o pré-candidato ao Governo do Estado, Lucélio Cartaxo, indagado sobre a CAGEPA, disse “vou ter uma atenção especial, pois a empresa não está cumprindo seu papel fundamental e hoje é deficitária”, deixando os trabalhadores da CAGEPA e a população da Paraíba indignados com sua declaração.

Repudiamos veementemente a declaração do pré-candidato ao Governo do Estado e reiteramos que sua declaração está totalmente fora do contexto histórico recente da CAGEPA, conforme dados levantados nos últimos 7 anos:

– A CAGEPA É SUPERAVITÁRIA, pois, atualmente a CAGEPA vem apresentado sucessivos superavit recordes em seus balancetes, superando a fase negativa de gestões passadas.

– A CAGEPA VEM CUMPRINDO SEU PAPEL nas tarefas de universalizar o serviço de Água e Esgotos para todo o Estado, haja vista o grande volume de recursos financeiros empregados na implantação e expansão de obras de abastecimento d’água e esgotamento sanitário em 185 municípios do Estado, como: Assunção, Lucena, Mata Limpa, Desterro, Tenório, Cabedelo, Pilões, Jericó, Mato Grosso, Emas, Diamante, Boa Ventura, Piancó, Montadas, Arara, Solânea, Bananeiras, etc…

– A CAGEPA CONTINUA ADOTANDO SUA POLÍTICA DE SUBSÍDIO CRUZADO, ou seja, os grandes municípios subsidiando os pequenos municípios, o que permite tarifa única para todos, dentro do Estado, como também vem adotando a politica de congelamento de sua tarifa social por 7 anos seguidos, beneficiando mais de quinhentas mil famílias paraibanas de baixa renda.

– A CAGEPA SUPEROU COM BOA GESTÃO DAS ÁGUAS o período critico climatológico que assolou o Estado da Paraíba durante longos anos, o que levou um abrandamento de escassez de água à população, isto é, mesmo com a crise hídrica, a CAGEPA deu resposta positiva à sociedade paraibana.

– A CAGEPA ESTÁ INTEGRANDO SUA REDE de água com a transposição do Rio São Francisco, no Eixo Leste e Eixo Norte, que vaigarantir maior oferta de água para 2,5 milhões de paraibanos de 127 municípios; isto até 2025, através do aumento da garantia de água dos açudes Epitácio Pessoa, Acauã, Engenheiro Ávidos, e do sistema Coremas-Mãe-D’Água. As águas do São Francisco chegarão às bacias dos rios Paraíba e Piranhas.

Apesar dos sucessivos ataques, o SINDIÁGUA-PB, continuará mantendo o foco na defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores da CAGEPA e na defesa da CAGEPA como patrimônio público do povo paraibano, visando sempre o aprimoramento da qualidade da prestação dos serviços à população paraibana.

Água é Direto, Não Mercadoria!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: paraibaja + REDAÇÃO