As conversas com a deputada estadual Daniella Ribeiro (Progressista) e o senador e pré-candidato ao Governo do Estado, José Maranhão (MDB), não avançaram e o nome da parlamentar já começa a ser descartado da formação da chapa emedebista. Foi o que ficou estampado, nesta sexta-feira (13), quando Maranhão disse em alto e bom tom que a vaga para o Senado aberta em sua chapa não virá de Campina Grande.

“Nosso vice já é de Campina (Grande), eu preciso contemplar na chapa todas as regiões do estado. Não tenho o propósito de preencher toda a chapa apenas com João Pessoa e Campina Grande”, deixou claro Maranhão durante entrevista.

A família Ribeiro vem conversando com vários partidos sobre a possibilidade de Daniella ser candidata a senadora. Uma das legendas que estava negociando essa aliança era o MDB, mas agora ficou claro que esse diálogo não avançará.

PSC

Quem também tem conversando com Maranhão, já faz algum tempo, é o PSC de Marcondes Gadelha e do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior. Mas a reaproximação do gestor com o prefeito Luciano Cartaxo (PV) e a recente divulgação do apoio de André Gadelha a Lucélio Cartaxo (PV) para a disputa pelo Governo do Estado deixou Maranhão desconfiado.

O senador disse que o PSC não enviou, até agora, nenhum aviso contrário a aliança com o MDB e que o presidente Marcondes Gadelha sempre esteve conversando com ele. Maranhão falou ainda que tem conversado com todos os líderes e chefes de partidos políticos da Paraíba e que a rejeição do presidente Michel Temer (MBD) não influencia a sua pré-candidatura.

“A imagem que tenho na Paraíba é de um político que construiu a vida pública baseada na coerência e respeito. Na política, cada um responde por si”, enfatizou.

Conversa com Cássio é administrativa

Sobre as conversas com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), Maranhão disse que são apenas administrativas. “Cássio senta à minha direita no Senado, nossas conversas são de interesse da Paraíba”.

O parlamentar acrescentou que não tem inimizade com nenhum político paraibano. “Faço uma política civilizada, onde tenho adversários políticos e não inimigos pessoais, não sou inimigo de nenhum político paraibano”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: correio + REDAÇÃO